Política, perfis e notícias de Serra Pelada

Arquivo para junho, 2011

Medidas emergenciais para dívidas agrícolas

Governo e movimentos sociais definem meios de solucionar emergencialmente

dívidas dos agricultores familiares

Em reuniões coordenadas pela Secretaria Geral da Presidência da República, FETRAF-BRASIL, MST, Contag e Via Campesina estiveram desde segunda-feira (27), em mesas de negociação para resolver a questão do endividamento agrícola. Laudemir Muller, secretário Nacional da Agricultura Familiar, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), também participou da reunião.
As medidas adotadas foram: prorrogação do prazo para pagamento dos R$ 2 mil concedidos aos agricultores familiares como crédito emergencial na região Sul do país. O pagamento poderá ser feito em quatro parcelas de R$ 500, sendo a primeira a ser paga em novembro deste ano e, quitado dentro do prazo de quatro anos.
Com relação ao custeio da Safra 2010/2011, este deverá ser pago normalmente. As demais dívidas de custeio e parcelas do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) que estão para vencer foram prorrogadas em 60 dias, entretanto, para conseguir o benefício o agricultor familiar deve apresentar uma declaração ao agente financeiro. O modelo de declaração estará disponível no sindicato local.
Especificamente aos agricultores familiares do nordeste, o governo irá dialogar com o Banco do Brasil e Banco do Nordeste para que a Lei 12.249/10 seja efetivada. Dentre outras especificações, a Lei concede anistia aos débitos previstos na Lei 11.322/06, com origem também no PRONAF, com saldo devedor de até 10 mil reais. O objetivo é que as instituições tenham maior agilidade no processo para que os agricultores não sejam impedidos de acessar novos créditos por conta do débito.
Gilberto Carvalho, ministro da Secretaria Geral da Presidência da República informou que o objetivo é fazer com 100% dos agricultores familiares tenham acesso ao crédito.
De acordo com Elisângela Araújo, coordenadora Geral da FETRAF-BRASIL, que juntamente com Alexandre Bergamin, coordenador de Política da Agrícola da entidade e Celso Ludwig, coordenador de Habitação, coordenaram todo o processo de negociação e mobilização considera as medidas adotadas como fruto da unidade na luta dos movimentos sociais.
“Foi a unidade dos movimentos que permitiu avançarmos na questão do endividamento. Nosso compromisso continua não apenas nesse tema. Nossa posição é colocar nossa divergências de lado para trabalharmos juntos nos assuntos que dizem respeito ao fortalecimento da agricultura familiar”, explicou Elisângela.
Como próximo passo, as entidades apresentarão ao governo informações detalhadas sobre a situação dos agricultores familiares. No dia 20 de julho, às 15 horas, os movimentos reúnem-se com a secretaria Geral da Presidência da República, Ministério do Desenvolvimento (MDA), Mistério da Fazenda para apresentação dos dados num debate técnico e político.

———–

Fernanda Silva

Assessoria de Imprensa FETRAF-BRASIL/CUT

Contato: (11) 9876-8426 /(11) 8947-3380

MSN: fer.jornalista@hotmail.com

Skype: fer_ss21

SEDE FETRAF-BRASIL/CUT

Endereç: SCS Qd. 1 Bl 1 Ed. Márcia *Sala 309*Brasíla- DF

CEP: 70307-900

Contato: (61) 3041-5646

Emagrecer com saúde é possível9

Mais da metade da população do Distrito Federal sofre com o sobrepeso

Brasília, 29 de junho de 2011 – Manter o peso ideal é um grande desafio, mas não é impossível. Alguns minutos de prazer degustando guloseimas são equivalentes a um bom tempo de reeducação alimentar e exercícios físicos para readquirir a boa forma. Ganhar peso é bem mais fácil que perder e quem come de forma desregrada deve ter consciência disso.

Pesquisa realizada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2010, feita pelo Ministério da Saúde, mostra que o problema atinge 54,2% da população do Distrito Federal. A obesidade pode causar inúmeras doenças, incluindo hipertensão, problemas respiratórios, diabetes, entre outras.

A obesidade é um dos maiores problemas de saúde da atualidade. Atinge indivíduos de todas as classes sociais, tem etiologia hereditária e constitui um  estado de má nutrição em conseqüência de um distúrbio no balanceamento dos nutrientes, induzido pelo excesso alimentar, entre outros fatores. O aumento da obesidade tem relação com o sedentarismo, hereditariedade e, principalmente, com a má alimentação.

Quanto à atividade física mais indicada para quem quer emagrecer, o educador físico e personal trainer da Unique Fitness, Osvaldo Gabriel dá a dica. “As atividades aeróbicas, de média e longa duração, alinhadas a uma alimentação bem orientada para o consumo responsável de nutrientes, costumam dar bons resultados. De qualquer forma, outras atividades físicas também têm efeito. O que importa é se identificar com a modalidade escolhida e ter assiduidade”, explica.

A orientação é fundamental para que os exercícios sejam praticados da maneira correta, com freqüência e intensidade equilibradas e adequadas às necessidades e limites de cada pessoa. “É necessário buscar direcionamento para que haja um roteiro de atividades e para que a prática se torne prazerosa”, completa o personal trainer.

O ideal é que a atividade física seja exercida de três a quatro vezes por semana, regularmente. Osvaldo também ressalta a importância da nutrição para a manutenção de um corpo saudável. “Exercícios e alimentação caminham juntas. Uma alimentação equilibrada é determinante para se ter resultados”, completa.

Sobre a Unique Fitness – Localizada em um ponto privilegiado do Sudoeste, um dos bairros mais valorizados do Distrito Federal, a Unique Fitness foi concebida para atender toda a família. A academia é a primeira da região inserida no conceito “clube”. O espaço oferece serviços para todos os tipos de público, com programas exclusivos para gestantes, idosos, jovens, bebês de 0 a três anos e crianças. A proximidade com o Parque da Cidade ainda permite que os alunos pratiquem atividades físicas ao ar livre, com a orientação adequada. Dentre as várias modalidades oferecidas pela Unique estão judô, natação, basquete, ginástica localizada, hidroginástica, musculação, knesis e cycling door. O empreendimento ainda possui restaurante, loja de roupas, área de descanso com duchas e banheiras de ofurô e um solarium de 1.200 metros quadrados, tudo para dar conforto e a sensação de estar, realmente, em um clube.

SERVIÇO:

Academia Unique Fitness Family Club
Endereço: SIG Qd. 08 Lote 2045 ao lado da SQSW 100
Horário de Funcionamento: De segunda-feira à quinta-feira, das 5h30 às 24h; sextas das 5h30 às 23h; sábados das 8h às 20h; e domingos e feriados das 8h às 18h.
Tel.: (61) 3343-2002
Site: http://www.uniquefitness.com.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA – UNIQUE FITNESS
Proativa Comunicação
Contatos: Vanessa Oliveira (8244-0004) / Flávio Resende(9216-9188)
Tel.: (61) 3242-9058/2845
E-mail: proativa@proativacomunicacao.com.br
Twitter: ProativaC

COLUNA DO LIMA RODRIGUES, O PROGRESSO/IMPERATRIZ(MA)

Prefeitura prepara uma grande festa para o aniversário da cidade

EXCLUSIVO

A coluna entrevistou com exclusividade o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, especialmente sobre o aniversário da cidade dia 16 de julho e sobre os trabalhos que serão desenvolvidos nos meses que faltam para ele concluir sua administração. Confira:

Como estão os preparativos para a festa de aniversário de Imperatriz em julho?

Montamos uma equipe que ultima os preparativos para essa grande festa. Teremos várias atividades tais como o corte do bolo de 159 metros, a Corrida Frei Manoel Procópio, a Comenda Frei Manoel Procópio, o Troféu Jurivê Macedo, a Distinção Honrosa “Orgulho da Gente” , que homenageará algumas entidades que têm contribuído para o desenvolvimento e o crescimento da nossa cidade. Faremos ainda na Beira Rio um grande show com a banda Paralamas do Sucesso, no dia 14 de Julho e um evento sacro dia 15. A nossa orientação é para que fosse feita uma programação que contemplasse todo conjunto da sociedade. Faremos tambem um casamento comunitário ( 300 casais), e reeditaremos o concurso de Fotografia já na sua terceira edição e o segundo concurso de Artes Plásticas.

O que a população da cidade pode esperar para os próximos anos, tendo à frente o senhor como prefeito?

Bem, desde o início resolvemos atacar problemas históricos que muito incomodava a população. Sendo que muitos desses problemas já foram resolvidos, notadamente na área da infraestrutura. Poderia citar, por exemplo, a Floriano Peixoto, a Euclides da Cunha, a Piauí, a Duque de Caxias; a recuperação da Sousa Lima, Amazonas, Coriolano Milhomem, Simplício Moreira, entre outras. Além disso, demos para cidade uma nova avenida: a Santa Tereza. Mas, não é só isso, avançamos na saúde, demos um salto na educação com a melhoria nos índices do IDEB. ampliamos os programas sociais, e intensificamos o apoio ao homem do campo. Na nossa gestão abrimos a cidade para os grandes investimentos concedendo incentivos para que aqui se instalem e gerem emprego e renda para nossa gente. Posso dizer ainda que ainda temos muito o que fazer. Começamos a recuperar 200 quilômetros de ruas, com recursos próprios e estamos prestes a iniciar 16 obras, importantes para cidade, em convênio com o Governo Federal. Prosseguimos ainda com as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Vila Cafeteira. O povo de Imperatriz, pode contar ainda com muito trabalho nesse período que resta do nosso mandato.

Na sua opinião, Imperatriz vive hoje outra realidade econômica com a chegada de novas empresas?

Posso dizer que o Brasil descobriu Imperatriz e que ficamos contentes que essa descoberta ocorre no instante em que estamos no comando do município. Nossa gestão tem dado sua contribuição para a consolidação desse momento e desses empreendimentos. Aprovamos uma lei na Câmara Municipal que praticamente abriu as portas para quem quiser investir na cidade. Quando tomamos conhecimento do interesse de alguma empresa por Imperatriz entramos logo em contato e oferecemos todos os benefícios legais para que estas aqui se instalem. Temos plena consciência de que estamos fazendo a nossa parte. Com o apoio do governo do estado, a nova rodoviária já é uma realidade.

Quais outras grandes obras estão programadas para o município para os próximos meses?

Como ja me referi vamos começar, em parceria com o Governo Federal, diversas obras importantes. Uma já em andamento é o PAC, mas temos ainda um ginásio coberto no Parque Alvorada, em andamento, um posto de saúde no Ouro Verde, que será inaugurado no aniversário da cidade, e devemos começar, ainda este ano, a revitalização da Avenida Beira Rio, a construção de duas Praças da Juventude, só para citar algumas.

ESTA, PORTANTO, FOI A ENTREVISTA EXCLUSIVA QUE FIZ O PREFEITO SEBASTIÃO MADEIRA, que aliás, na sexta-feira chegou cedo à Beira Rio para abrir oficialmente o Arraiá do Povo Festeiro, que ocorreu do dia 24, Dia de São João, até domingo, dia 26 de junho. Antes e depois do evento o prefeito circulou pela Beira Rio, cumprimentou populares, ambulantes e foi bem recebido pelo povo. Arraiá do Povo Festeiro Com muita honra aceitei o convite do presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, Antônio Lucena Filho, para fazer parte da Comissão Julgadora do Concurso de Quadrilha, promovido pela prefeitura de Imperatriz.

A festa começou na sexta-feira na Feira do Bacuri, com a saída da Carroceata com os grupos de quadrilha até a Beira Rio. Durante três dias vi uma festa bonita, bem organizada, sem brigas, com muita harmonia, gente bonita e alegre, o povo prestigiando e muitos shows musicais com Pedro Bispo e Banda; Banda Farol de Milha e Erasmo Costa e Banda, além de vários grupos convidados, com destaque para os experientes homens e mulheres da Casa do Idoso. Todos estavam animados e nem demonstraram já ter passado dos 70 anos ou mais.

 

PARABÉNS

Parabéns ao Elson Araújo, secretário de Comunicação da Prefeitura de Imperatriz, ao Antônio Lucena, ao Zeca Tocantins, ao Professor e Maestro Geraldo, ao Axel Britto, ao jovem e competente Antônio Fabrício, ao pessoal do cerimonial da prefeitura municipal, sob a coordenação do guerreiro Lacerda e a todos que, direta ou indiretamente, colaboraram para o grande sucesso do Arraiá do Povo Festeiro. O nível das quadrilhas, dos bois e das danças é impressionante. Eu não sabia que existiam em Imperatriz tantos grupos maravilhosos. Valeu ter participado. Grupos e cantores A festa junina na Beira Rio foi animada com a brilhante apresentação dos seguintes grupos e artistas locais: Pedro Bispo e Banda; Companhia Ciranda das Artes; Pró-Idoso; Cia. Sotaque de Rua; Folguedos Boi Valente; Banda Farol de Milha; Projeto Vida Esperança; Casa do Idoso; Batalhão Real; Boi Vitória; Erasmo Costa e Banda; Casa dos Especiais; Espaço Artístico; Boi Bem Querer; Grupo Kizomba.

 

Comissão Julgadora

A Comissão Julgadora do Concurso de Quadrilha foi composta por este colunista; o jornalista e escritor Domingos Cezar; a professora de dança Flávia Homobono; a administradora Ana Paula Frazão, e a jornalista e produtora da TV Mirante, Cristiane Santos.

Quadrilhas

As 12 quadrilhas que participaram do concurso foram: Mete e Tira; Quebra Coco; Estrela Junina; Boi Bumbá; Mensageiros; Beijoqueiros; Vai e Vem; Zé Comeu; Saia Rodada; Arasta Pé; Suvaco de Cobra e Pau Pingando. (Veja matéria nesta edição de O Progresso do jornalista Domingos Cezar sobre as quadrilhas vencedoras do concurso).

Apoio

O Arraiá do Povo Festeiro, organizado pela prefeitura Municipal de Imperatriz, por intermédio da Fundação Cultural, contou com o apoio do Governo do Maranhão e dos deputados estaduais Carlinhos Amorim, Dr. Pádua e Léo Cunha, além de várias empresas da cidade.

Vereador Rildo Amaral

Para o vereador Rildo Amaral (PV), que acompanhou todos os dias a festa junina na Beira Rio, a avaliação sobre o evento é bastante positiva: “Uma avaliação muito boa de organização e de diversidade cultural. E a gente torce para que esses movimentos não se acabem. Poucas pessoas estão fazendo esses movimentos populares culturais na cidade, e a gente, como incentivador e motivador, tem mais que ajudar para que eles se expandam e cada vez mais Imperatriz faça a cultura maranhense ultrapassar fronteiras”, afirmou. Dr.

Dr. Marco Aurélio

Quem também prestigiou o Arraiá do Povo Festeiro foi o advogado e professor universitário Marco Aurélio Gonzaga Santos, esposo da deputada estadual Valéria Macedo. “Gostei muito das apresentações das quadrilhas, mas precisamos manter nossa verdadeira identidade cultural do sul do Maranhão, que está mais para os festejos juninos de Pernambuco, Ceará, Sergipe, enfim do Nordeste mesmo, do que o São João de São Luís”, disse ele. Jan Ricardo O jovem radialista Jan Ricardo, da Rádio Terra FM, um pernambucano “arretado” de bom, mais uma vez demonstrou que é o melhor locutor para animação de shows e eventos na região tocantina. O cara fala bem, anima, empolga a todos, conhece todo mundo na hora de mandar abraço, desde a mais simples pessoa às autoridades locais. E um detalhe importante: fala só o suficiente, sem embromação, aquela coisa que acaba irritando o público. Valeu, garoto. FELIZ CASAMENTO EM BREVE.

Corpus Christi

Quando era menino e adolescente costumava ir ao Estádio Frei Epifânio D`Abadia assistir jogos do Renner e do Imperatriz, combinados e amistosos. Confesso a vocês que muitos anos, mas muito mesmo, eu não ia ao estádio. No feriado de quinta-feira, 23, eu fui, assisti a celebração eucarística de Corpus Christi comandada pelo Bispo de Imperatriz, Dom Gilberto Pastana, ao lado do prefeito Sebastião Madeira, e da sua esposa, Dra. Conceição Madeira; do secretário de Comunicação, Elson Araújo, do meu amigo Maurice Sabbag e do representante do governo Roseana Sarney na região tocantina, Adhemar Freitas. Fiquei impressionado com a beleza do novo Frei Epifânio.

Eletricista

No meio daquela multidão (cerca de 12 mil pessoas) um cidadão chamou-me a atenção: o eletricista que cuidava do palanque onde foi celebrada a missa pelo Bispo Dom Gilberto, padres e párocos do município. Ele ficava atento com um alicate na mão. O cidadão chama-se Edmundo Ramalho, 54 anos, é tio do competente jornalista Josafá Ramalho. Um detalhe: Edmundo é eletricista há apenas três meses. Na realidade, ele é professor de geografia, com curso superior e tudo. Não está exercendo a profissão e agora se vira como eletricista. Ele nasceu em São Domingos do Maranhão e mora em Imperatriz há 36 anos. Ah, ia esquecendo: Edmundo é compositor e cantor e em breve gravará um CD com o sobrinho Josafá Ramalho.

Corpo de Cristo

*Corpus Christi (expressão latina que significa Corpo de Cristo) é uma festa Cristã. É um evento baseado em tradições católicas. É realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma festa de ‘preceito’, isto é, para os católicos é de comparecimento obrigatório participar da Missa neste dia, na forma estabelecida pela Conferência Episcopal do país respectivo. (Fonte: Wikipédia).

Interatividade

A comunicação hoje em dia está muito mais fácil e ágil do que quando comecei no jornalismo em 1977. Isso me deixa cada vez mais feliz. Os leitores da coluna participam sempre, dão sugestão, fazem perguntas, elogiam (mas quero críticas também), comentam comigo por onde passo, como foi o caso inclusive na Beira Rio no final de semana. Isto é muito bom. Na terça-feira passada recebi um email muito interessante do meu amigo Brandão, de Imperatriz. Como escrevi sobre a instalação da Comissão Brandão em Tucuruí (que não tem nada a ver com ele) e do trabalho dela em prol da criação do novo estado de Carajás, mas não falei quem era Brandão, ele me cobrou, e com razão. Como a Comissão Brandão já existe já 30 anos, eu achei, equivocadamente, que todos já soubessem. Então, enviei no mesmo dia um email para o meu amigo Brandão, morador da Rua Simplício Moreira, para esclarecer: a Comissão Brandão, que luta pela criação do Estado de Carajás, foi criada no dia 30 de março de 1986 pelo professor José da Silva Brandão, que deu nome à Comissão. Hoje, a Comissão regional no Pará é presidida pelo empresário José Soares. Achei muito pertinente o comentário do Brandão, de Imperatriz. Obrigado pela mensagem.

Um abraço a todos e até a próxima semana.

GESSÉ SIMÃO SE REÚNE COM O DEPUTADO JOÃO SALAME

O encontro foi em Rondon do Pará

Em reunião com o presidente da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada, Gesse Simão, os delegados de São Domingos, Xinguara, Novo Repartimento, Belém, o presidente do Conselho Fiscal e de diretores da Coomigasp, realizada em Rondon do Pará na quinta-feira (23), o deputado estadual João Salame (PPS-PA) explicou o motivo da iniciativa dos deputados do Pará em fazerem uma visita institucional ao distrito de Serra Pelada e ao município de Curionópolis (PA).
Segundo o deputado, o objetivo da visita da comissão de deputados à região é para ouvir os garimpeiros e a sociedade local acerca dos benefícios do projeto mineral de Serra Pelada, resultante da parceria existente entre a Coomigasp e a Colossus.
Além disso, a comissão ainda pretende saber quais as necessidades da comunidade e quais as dificuldades mais enfrentadas por ela e quais os  benefícios o projeto Nova Minera de Serra Pelada está trazendo para a comunidade garimpeira. “A visita será marcada com antecedência e será elaborada uma pauta que enviaremos para a Coomigasp, a qual deverá ser debatida com a comunidade garimpeira e a sociedade local”, afirmou o deputado Salame.
O presidente da Coomigasp e a diretoria da Colossus já estão se preparando para a grande recepção à comissão de deputados paraenses ao distrito de Serra Pelada. “Com certeza uma grande massa de garimpeiros do Estado do Pará, juntamente com delegados, diretores, representantes também estarão presente no evento para recepcionar a comissão de deputados da Assembleia Legislativa do Pará”, afirmou o presidente da cooperativa, Gessé Timão.

(Ascom – com informações da Assessoria Juridica da Coomigasp)

Dilma Rousseff em Cordel

Em 31 de dezembro de 2010 lancei em Brasília o livreto “A História da Presidenta Dilma Rousseff em Cordel“. Veja agora a edição atualizada que em breve será musicada no estilo de xote.

Por Lima Rodrigues

As mulheres ganharam o mundo
E uma delas o Brasil conseguiu conquistar
Trata-se de Dilma Rousseff
Uma mulher competente e exemplar
A candidata do presidente Lula
Que o Brasil até 2014 vai governar.
Ela foi eleita em 31 de outubro
Com uma grande votação
Foram quase 58 milhões votos
De gente de toda nação
Obteve 56,05% dos votos válidos
Em todo o país houve muita comoção.
Em quadras, sétimas, oitavas e  décimas
A vida da amiga do presidente você  conhecerá
Vou narrar em detalhes sua história
Para você  se encantar
É uma mulher competente
Disto ninguém pode duvidar
É a história de Dilma Rousseff
Que em cordel, sua vida vou contar.

É uma vida de luta
E de muita dedicação
Sempre ao lado de Lula
Pela melhoria desta Nação
No Palácio do Planalto
Cumpriu com sua obrigação
Não tem dia e nem noite
Dilma é só empolgação.
Em 14 de dezembro  do ano de 47
Dilma Roussef nasceu
Foi em Belo Horizonte, Minas
E a família  a Deus agradeceu
Pela chegada da linda menina
Tudo de bom aconteceu.
A menina cresceu esperta
E na política logo cedo começou a militar
Foi líder estudantil em Minas
E quando entrava numa briga não queria mais parar
Lutou contra  a ditadura e  pela democracia
Sua  trajetória é bonita e sua vida é exemplar.
A mineira Dilma Vana Rousseff Linhares
É uma economista e política brasileira
Filiada ao Partido dos Trabalhadores
Uma mulher honrada e  verdadeira
Foi ministra de Minas e Energia e da Casa Civil
De confiança de Lula. É uma guerreira.
Dilma é filha do advogado e empreendedor búlgaro
Pedro Rousseff,  naturalizado brasileiro
E da dona-de-casa Dilma Coimbra Silva
Foi educada desde a infância no Colégio Sion
Onde o ensino era rigoroso e  verdadeiro.
Desde jovem  já  falava   francês
Mas aos 15 anos trocou o colégio Sion pelo Colégio Estadual
Escola pública mista onde se geravam contestações
E   começava a vida política de uma mulher fenomenal
Que exerceu vários cargos políticos
E chegou com muita força em Brasília,   nossa capital
Graduou-se em Ciências Econômicas
Pela UFRS com muita dedicação
Na Unicamp obteve mestrado em Ciências Econômicas
Apresentando excelente tese com muita argumentação
E fez doutorado em Ciências Sociais
Provou que era estudiosa e podia dirigir  a Nação.
No inicio da década de 70, foi presa pelo regime
Que combatia os opositores com uma violência desvairada
Era uma das poucas mulheres que o movimento integrou
Sofreu na prisão, apanhou e foi torturada.

Dilma casou-se primeiro com  Cláudio  Linhares,
Um jornalista mineiro e militante aguerrido
Que a levou para a militância política
Onde ele já  era bastante  envolvido.

No fim da década de 1970, já  divorciada de Linhares,
Dilma resolveu ir para o Rio Grande do Sul, sua vida reconstruir
Casou-se com o ex-deputado gaúcho Carlos Paixão
Com quem teve a filha, Paula, que a fez voltar a sorrir
Foi secretária de Minas e Energia durante o governo Collares
Depois com o petista Olívio voltou para a mesma secretaria
Em 99, Dilma saiu do PDT e filiou-se ao PT
E realizou seu trabalho com muita primazia.
A mulher é forte e vários  obstáculos enfrentou
Desde montagem de dossiê, e a ira da oposição
Escândalo dos cartões corporativos e outras denúncias
E ela sempre saiu ilesa e de bem com a população.
Dilma Rousseff  foi gerente do PAC
Plano que visa o crescimento econômico do País
Ela foi eleita dia 31 de outubro
Para fazer o povo mais feliz
E dar prosseguimento aos programas sociais
Como o presidente Lula sempre  quis.
Como qualquer mãe dedicada e dona de casa
E influenciada pela  mitologia grega resolveu aprender a bordar
Enfrentou um câncer e outras dificuldades na vida
E o Brasil conseguiu conquistar
Com sua dedicação extrema ao trabalho
O resultado das urnas isso pôde provar.

Na campanha Dilma sofreu
Com mentiras da oposição
Que inventou tanta coisa
Para confundir a população
Divulgando inverdades
Envolvendo até religião.
Mas não acredite eleitores
Em mensagens inventadas
Com conteúdo calunioso
De pessoas despreparadas.
O desespero foi grande
De quem ia perder o pleito
Inventando coisa falsa
Para tentar ser eleito
Mas o povo não é bobo
E tudo isso foi desfeito.
No dia 31 de outubro
O eleitor não teve dúvida de sua decisão
Votou em Dilma para Presidente
Para o bem de toda Nação
Em defesa da saúde, segurança
Transporte, infraestrutura e educação.

De seu programa de governo
Para o Brasil seguir Mudando
Podemos destacar alguns
Enquanto o país vai caminhando
Teremos o PAC e o Minha Casa, Minha Vida
Os técnicos já estão trabalhando.
Manter a política de reajustes salariais
Ajudando a melhorar a vida de tanta gente
Construir 6 mil creches e pré-escolas no Brasil
Para deixar toda mãe contente.
Dilma já alterou o ministério
E a crise política resolveu
Trocou ministro de lugar
E o resultado apareceu
A base está unida
O diálogo venceu.
Ela precisa tomar algumas providências
Para controlar a inflação
Gerar mais emprego e renda
Para o bem de toda nação.
Procuramos um patrocinador
Para imprimir esta história
Distribuir o cordel nas escolas
Seria nossa glória
Contar a trajetória de Dilma
Sua luta e sua vitória.
Obrigado a você internauta
Que aqui nos prestigiou
Ouvindo a história da Presidenta
A mulher que o Brasil aceitou
Para manter a esperança
Do idoso a uma criança
Num pais que se integrou.

Passe essa história adiante
Divulgue na sua terra
Nos locais mais distantes
Da rua até a serra
Para acabar com a tristeza
Preservar a natureza
Com muita paz e sem guerra.

Fotos: fotógrafo Roberto Stuckert Filho/Presidência da República

Fonte da arte dos bonecos tocando xote:  http://www.fgp.com.br/site/default.asp

Mensagem do Instituto Wladimir Herzorg

Recebi esta mensagem por email  do Instituto Wladimir Herzorg (jornalista morto nos anos de jumbo pela ditadura militar) e tenho o prazer de divulgá-la no meu blog:

Prezado colega,

Tenho dois pedidos a fazer a você: O primeiro é a sua ajuda na divulgação do Projeto “Resistir é Preciso…”, do Instituto Vladimir Herzog, diante da importância e relevância histórica dessa atividade. O Instituto Vladimir Herzorg acredita que a juventude necessita saber mais sobre uma fase sombria do país e com esse conhecimento evitar novos períodos nebulosos.

Se puder publicar, repercutir, “tuitar”, noticiar e prestigiar o material reunido pelo Instituto será de grande valia para todos.

O segundo pedido é o de tê-lo presente, no próximo dia 27 de Junho (quando o Vlado faria 74 anos), a partir das 19h30, para conhecer a coleção de 12 DVDs “Protagonistas dessa História”, com depoimentos de 60 jornalistas que, na clandestinidade, no exílio e até nas bancas de jornais, fizeram a imprensa que combateu a ditadura entre os anos de 1964-79.

Essa coleção é o primeiro passo do “Resistir é Preciso…” (www.resistirepreciso.org.br), criado pelo Instituto Vladimir Herzog, que abrangerá também documentários contextualizando cada título desses jornais e uma exposição itinerante.

Conto com seu apoio um grande abraço,

Kleber Croccia

Instituto Herzog

11- 5506.1144

6523.9438

Serra Pelada: Mulheres Guerreiras

Mulheres Guerreiras de Serra Pelada

Elas nasceram ou foram criadas em Serra Pelada. E se orgulham disso!

Mais vaidosas, arrumadas, elegantes e com mais garra para o trabalho. Assim, estão hoje as mulheres da vila de Serra Pelada, no município de Curionópolis (PA), onde na década de 1980 conviveram cerca de 100 mil garimpeiros em busca do tão sonhado ouro. Essa mudança ocorreu graças ao Projeto da Nova Mina de Serra Pelada, uma parceria entre a Coomigasp e a Colossus. Elas são viúvas, ex-mulheres ou filhas de garimpeiros que desistiram de ir embora do local, mesmo com fim do ciclo do ouro há 22 anos.

Em junho de 2007 um grupo de mulheres foi para Brasília lutar pelos seus direitos juntamente com centenas de garimpeiros e daí surgiu a ideia da criação da entidade e a maranhense de Barra Corda, Rosilene Freitas Viana, a Rosa, hoje com 44 anos, viúva, mais de quatro filhos, assumiu a presidência da Associação das Mulheres de Serra Pelada (Amasp). No final deste mês, ela disputará mais um mandato e deve ser reeleita para mais quatro anos. Por enquanto, só existe uma chapa.

O pai de Rosa, José Alves Freitas, era garimpeiro e lutou na antiga e perigosa cava de Serra Pelada. Ele morreu e Rosa e a mãe dela, Raimunda Silva, que moravam em Açailândia (MA), foram morar na Serra. Isso já faz 24 anos. Sem marido, Rosa cria os filhos com muita luta, mas isso não impede de ajudar outras mulheres que enfrentam enormes dificuldades no antigo garimpo. As outras são filhas ou netas de garimpeiros ou ex-mulheres de garimpeiros. As idades das sócias variam de 18 a 68 anos.

Empregos

A Amasp não tem uma sede confortável. A casa é simples, feita de madeira, mas é lá que quase 500 associadas, que pagam uma mensalidade de R$ 3,00 por mês, aprendem a fazer tapetes, centro de mesa e outros bordados, bonecas, e até cozinhar. Aliás, 48 delas hoje trabalham na mega cozinha da empresa Colossus e ganham entre R$ 545,00 e R$ 1.000,00. Isto, fora alguns benefícios, como, por exemplo, atendimento à saúde. Em breve, com o apoio da parceria Coomigasp-Colossus e da prefeitura de Curionópolis, será montado um ateliê em Serra Pelada e as mulheres vão fazer calcinhas, sutiãs e uniformes para vender na região. “A ideia é procurar colégios e entidades e vender os produtos”, disse Rosa, uma espécie de “maizona” das mulheres da Serra.

A exemplo de Rosa, antes da criação da associação, as mulheres não se cuidavam e só ficam em casa, às vezes até mesmo apanhando dos maridos. Havia até prostituição. Hoje a situação é outra. Elas se preocupam com a aparência, com o batom, com o penteado, com as unhas e com a vaidade normal de uma mulher. Hoje, marido não bate mais em mulher na Serra. Se bater, vai preso. Elas já sabem que existe a Lei Maria da Penha, que protege as mulheres; e previnem contra AIDS e doenças sexualmente transmissíveis, fazem cursos lá ou em Parauapebas, estudam e sonham com a chegada do ouro – mais elegantes e saudáveis.

Melhorias

Para Rosa, a Amaps trouxe bastante melhorias para as mulheres de Serra Pelada. Quando são realizadas as assembléias de garimpeiros, são cerca de 200 mulheres da Amasp que preparam as marmitas, com uma saborosa comida caseira, para 15 ou 20 mil pessoas.

Mas as mulheres de Serra Pelada querem mais. Elas vão atrás de novos convênios para a melhoria de todas elas.

Nati

Francisca Ana Miraser Barros, 54 anos, natural de Teresina (PI) está envolvida com o garimpo há mais de 30 anos. “A implantação do Projeto da Nova Mina mudou para melhor a vida das mulheres de Serra Pelada, especialmente com a criação da Amasp e melhorou também a vida de muitos homens e jovens”, destacou.

Rita

A maranhense de Barra do Corda, Antônia Rita, 33 anos, casada, mãe de dois filhos, está há 22 anos em Serra Pelada e é diretora de eventos da Amasp. “Com a chegada do projeto da Nova Mina e com a criação da Amasp, as mulheres passaram a ter mais ocupação e aprenderam muito coisa. As mulheres estão sendo mais valorizadas, mas precisamos correr atrás de mais cursos do Senai para beneficiar mais mulheres”, disse Rita, que já começa a preparar os próximos eventos, que serão realizados em agosto numa data a ser definida: comemoração do Dia dos Pais e o Desfile da Garota Amasp, a bonita Daniele.

Teresa

A aposentada Teresa Viana de Melo, de 72 anos, mora em Serra Pelada há 22 anos, é esposa do garimpeiro Lourival de Sousa, de 74 anos e também entende que a criação da Amasp melhorou muito a vida das mulheres de Serra Pelada. “A associação orienta as mulheres e ajuda muito”, disse ela.

Nathalia

A mais jovem integrante do quadro social da Amasp é Nathalia Pereira do Santos, de 19 anos, natural de Imperatriz (MA, e segunda secretária da associação. O pai dela, Airton Francisco dos Santos, foi para o garimpo ainda jovem. Depois, casou-se no Maranhão e levou a família para Serra Pelada. Com o ensino médio concluído, Nathalia sonha em se formar em Medicina e voltar à Serra Pelada para ajudar o povo de sua região. “A Amasp mudou a vida das mulheres. Agora, a maioria delas tem o que fazer; a gente luta contra as injustiças contra as mulheres e por coisas melhores para todas”, argumentou a bonita Nathalia.

Juliana

Juliana Andrade Viana, nasceu em Brasília, morou em vários lugares até chegar a Serra Pelada, onde visitou pela primeira vez em 1998. Para ela, a chegada do projeto da Nova Mina e a criação da Amasp melhoraram a vida de muitas mulheres e contribuíram para o aumento do poder aquisitivo de muita gente. “Algumas mulheres chegaram aqui sem saber até mesmo pegar numa agulha e hoje fazem tapetes e roupas e vendem na região”, destacou.

Integrantes da AMASP na porta da sede da entidade em Serra Pelada