Política, perfis e notícias de Serra Pelada

Arquivo para novembro, 2011

Cultura e religiosidade marcam a festa de abertura do Afro XXI

Afro XXI

Uma grande celebração à igualdade marcará a abertura oficial do Encontro Ibero-americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes (Afro XXI), na próxima quinta-feira (17), às 9h30, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador. O governador do estado, Jaques Wagner, estará ao lado de Enrique Iglesias, que comanda a Secretaria Geral Ibero-americana, entidade parceira do governo brasileiro na organização do evento. Ainda comporão a mesa a ministra de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, e a embaixadora Vera Machado, subsecretária de Assuntos Políticos do Itamaraty, além de um representante da sociedade civil a ser definido pelas entidades reunidas durante esta quarta-feira (16). A solenidade será aberta a toda a população, inclusive para aqueles que não conseguiram se inscrever para as mesas que compõem a programação.

Às 9h30, a líder religiosa Makota Valdina fará a saudação religiosa com os três tambores sagrados rum, pi e lês, para abrir os caminhos para o encontro. Em seguida, Will Carvalho vai cantar o Hino Nacional e o Hino ao Dois de Julho. A solenidade prossegue com as falas das autoridades e será encerrada com a apresentação de Lazzo, que cantará Oração pela Libertação da África do Sul, canção de Gilberto Gil símbolo d luta contra o racismo. Após a solenidade, a mesa será desfeita e terão início as falas dos três principais organizadores do encontro, Juca Ferreira, embaixador da Secretaria Geral Ibero-americana (Segib) para o Ano dos Afrodescendentes, Navy Pilay, alta comissária dos direitos humanos da ONU, e por fim a ministra Luiza Bairros.

Antes mesmo da abertura oficial, os debates em torno das formas de combate ao racismo e para a implantação de ações efetivas de reparação para as populações afrodescendentes no Brasil e em países latino-americanos e africanos terão espaço com o fórum de entidades da sociedade civil, que acontece durante toda a quarta-feira (16), no mesmo local. Desse primeiro dia, sairá a Carta de Salvador, documento contendo propostas das entidades para os governos. Dias 17 e 18, acontecem mesas temáticas, reunindo especialistas, pesquisadores e gestores públicos. O resultado desses três dias de debates será apresentado aos chefes de Estado, que se reunirão no sábado (19), no Palácio da Aclamação, para a elaboração da Declaração de Salvador, documento final do evento com diretrizes para políticas públicas das nações envolvidas.

Mais informações e marcação de entrevistas

Assessoria de imprensa:

Rogério Paiva 71 8202 6551

Kau Rocha: 71 8787 4401

Fernanda Lopes Correia 61 8406 3280

funag.gov.br/afro21

Anúncios

Sociedade civil se reúne para propor ações de combate àintolerância racial

A abertura do encontro da sociedade civil dentro do Afro XXI foi marcada pela afirmação da autonomia dos movimentos sociais e da sociedade civil em relação aos governos. A perspectiva desse encontro entre representantes da sociedade civil ibero-americano, caribenha e africana é constituir propostas que contribuam com a Declaração de Salvador, documento que sairá do encontro de chefes de Estado no último dia do Afro XXI.

À mesa de abertura do encontro sentaram-se, lado a lado, representantes dos movimentos sociais e de governos. O primeiro a saudar o encontro foi Gilberto Leal, militante do Movimento Negro Unificado, que destacou a necessidade da união e da competência na articulação política da sociedade civil para ter força para interferir e enfrentar blocos políticos muito bem articulados na região.

Juca Ferreira, representante do Brasil na Secretaria Geral Ibero-Americana, fez um prognóstico nada animador da possibilidade de recrudescimento do racismo com as crises atuais que afetam o centro do capitalismo global. Por outro lado afirmou a maturidade do movimento social de luta por igualdade. “Esse momento não é apenas de celebração. O objetivo é interferir no processo democrático e de desenvolvimento econômico”, disse Ferreira.

O panamenho Humberto Brown, representante do movimento Diáspora Latina, lembrou a necessidade de buscar a inteligência ancestral para encontrar saídas e dar respostas adequadas à conjuntura global na luta contra o racismo. “Será um dia desafiante, pois são muitas questões e pouco tempo para discutir toda a pauta”, refletiu ele.

A representante da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Magali Navys, demonstrou alegria por identificar um crescimento da organização da luta contra o racismo. “Até hoje foi a sociedade civil que empurrou os avanços”, declarou ela. Entretanto, ponderou que as forças contrárias a esses avanços também crescem.

Inclusão – Representando o governo da Bahia, o secretário Elias Sampaio, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, apontou que não há possibilidade de avanço do Brasil sem a inclusão dos afrodescendentes. “Eleger governos progressistas é uma condição necessária, mas não suficiente para construirmos a igualdade racial”, afirmou Sampaio.

Para finalizar, a representante da Articulação das Organizações das Mulheres Negras Brasileiras e membro do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade, Vera Baroni, chamou a atenção do público para boatos de que a Secretaria das Mulheres e a Seppir estariam em risco de extinção. “Essas instituições cumprem um papel muito importante e precisam ser potencializados e não extintos”, declarou. E finalizou apontando para a grandeza da diversidade presente ao encontro e em especial à presença das mulheres negras.

Assessoria de imprensa do Afro XXI

Rogério Paiva 71 8202 6551

Kau Rocha: 71 8787 4401

Fernanda Lopes: 61 8144 4770

funag.gov.br/afro21

Reunião em São Felix do Xingu discutirá a situação dos produtores rurais da região

Por Lma Rodriguês*

(São Felix do Xingu – PA – 16/11/11) Será realizada nesta sexta-feira (18), a partir das 9h, no Parque de Exposições Rosiron Prudente, em São Felix do Xingu, no sudeste paraense, uma reunião que contará com a presença de representantes do Governo do Pará, entre os quais, Sidney Rosa – secretário da Subsecretaria de Estado do Interior e Polícia (SEIP), e  Tereza Lusia Mártires Coelho, secretária do Meio Ambiente; do Ministério Público Federal, da prefeitura municipal de São Felix do Xingu, do Sindicato dos Produtores Rurais e da sociedade civil em geral.

Entre objetivos do encontro estão: endossar o alcance da meta de 80% dos imóveis rurais do município no Cadastro Ambiental Rural (CAR); traçar metas e ações para o município no momento pós-desembargo, e mostrar o trabalho feito no município quanto a união da sociedade civil, ONGs e Prefeitura quanto ao desembargo do mesmo.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de São Felix do Xingu, Wilton Filho, o Wiltinho, “os produtores rurais se sentem marginalizados e descontentes quanto a não valorização do seu produto e sentem a necessidade de mudança de conduta, tendo em vista que o município de São Felix do Xingu, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é o maior produtor de rebanho bovino do país, porém os pecuaristas não podem  exportar carne para o exterior”, afirmou.

Wiltinho disse que “os produtores precisam de maiores informações tanto dos orgãos federais como dos estaduais que estão muito distante da realidade do município”.

Expectativa

O dirigente rural está confiante e aguarda com muita expectativa a reunião do dia 18 em São Felix do Xingu. “A expectativa é muito boa e temos certeza que vamos mostrar às autoridades o quanto o município pode ser importante na defesa do meio ambiente e mesmo assim contribuir e muito na geração de divisas na pecuária e também na agricultura do Estado”, destacou Iltinho.

Ao ser perguntado quais as principais reivindicações da classe produtora rural do sudeste do Pará, Wilton Filho afirmou que “os produtores quem um melhor posicionamento do Governo Estadual quanto às políticas públicas nas áreas fundiárias, infraestrutura e assistência ao produtor, tanto técnica quanto de fomento, financiando o aumento de produção de suas propriedades e aumentando, assim, sua renda”, disse ele.

 

*Lima Rodrigues é jornalista, radialista e produtor e apresentador do programa “Conexão Rural”, que estreia em 4 de dezembro das 7h às 8h da manhã na Rede TV – Canal 40 de Parauapebas (PA) e na Rede Record – canal 27, de Curionópolis (PA).

311011 – COLUNA DO LIMA RODRIGUES, O PROGRESSO, IMPERATRIZ (MA)

Coluna do Lima Rodrigues
Análise do fato

O anúncio no sábado passado de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem câncer na laringe causou repercussão mundial. No Brasil, até lideres de oposição desejaram rápida recuperação ao ex-Chefe da Nação.
Como repórter da Radiobrás, hoje Empresa Brasil de Comunicação (EBC), fiz a cobertura jornalística da eleição do candidato Lula, acompanhei em São Bernardo do Campo (SP) ele votando ao lado de Dona Marisa; cobri sua posse em Brasília e convivi com ele durante todo o período em que ficou no governo.

Pela Rádio Nacional,  tive a honra de acompanhá-lo à Casa Branca, em Washington, ainda como presidente eleito do Brasil em dezembro de 2002, para um encontro com o então presidente norte-americano George W. Bush.
Em janeiro de 2003, também fui escalado para fazer a cobertura – também para a Rádio Nacional – do Fórum Mundial Social em Davos, na Suíça, onde Lula foi o destaque do encontro.

No Brasil, acompanhei o presidente mais popular da história do Brasil em inúmeras viagens, como, por exemplo, ao interior de Minas Gerais, no Vale do Jequitinhonha, e à Pernambuco, para o lançamento do Programa Fome Zero.
Tive com ele em momentos de descontração. Ele é simples, responsável, brincalhão, divertido, humano e amigo. Superou inúmeras dificuldades na vida, conforme eu mesmo narrei no livro “A História do Presidente Lula em Cordel”, lançado em setembro de 2005. Tenho certeza, que ele vencerá mais uma batalha e logo logo estará recuperado dessa doença para alegria de todos nós. Tenho certeza que o povo brasileiro estará rezando por ele todos os dias.
Meu caro Lula, que Deus te proteja e que você seja bem sucedido em seu tratamento. Força, fé e coragem.  E como se diz em latim: “Beata Vita (felicidade) e Bene id Tibi Vertat! (boa sorte).

Confira nas fotos a seguir este coluna em três momentos com o ex-presidente Lula.
As fotos são de Roberto Stuckert Filho/PR, então fotógrafo oficial da Presidência da República e hoje fotógrafo da CBF. (O irmão dele, Ricardo Stuckett, é o fotógrafo oficial da presidenta Dilma Rousseff).

 

 

 


 

 

 

Foto 1: Quando do lançamento do livro “A História do Presidente Lula em Cordel”, ocorrido em outubro de 2005 em São Bernardo do Campo (SP).

 

 

 

 

Foto 2: Em momento de descontração em novembro de 2010, após uma cerimônia no Palácio do Planalto.

Ganso

O paraense de Ananindeua Paulo Henrique Ganso, jogador do Santos, segundo noticiou a A Folha on line  na semana passada  “doou duas camisas autografadas do Santos a uma das frentes contrárias à divisão do Pará. As camisas serão leiloadas para ajudar a frente a arrecadar recursos para a campanha”. A frente contra criação do estado de Carajás está correndo atrás de outros artigos de famosos para realizar novos leilões.

Carajás

Enquanto, isso começou a campanha do Tribunal Superior Eleitoral direcionada ao Brasil e outra ao povo do Pará sobre as orientações necessárias e importantes aos eleitores que votarão no plebiscito que será realizado no dia 11 de dezembro deste ano. O povo decidirá se quer a criação ou não dos estados de Carajás e de Tapajós.
A campanha do 77, o SIM (pela criação de Carajás) é comandada pelo experiente e talentoso publicitário Duda Mendonça. A campanha no rádio e na televisão começa a dia 11 de novembro. Por enquanto, o povo do sul e do sudeste do Pará ainda não está bem esclarecido sobre o plebiscito, apesar dos esforços da Frente favorável ao novo estado. É preciso mais mobilização, mas sem se esquecer  de apresentar seus argumentos também nos municípios contrários a Carajás. Agências de Belém serão responsáveis pela campanha do NÃO. Uma comissão de deputados federais e estaduais está percorrendo vários municípios todo final de semana para falar sobre Carajás.

Dá-lhe São Felix do Xingu….

O município de São Felix do Xingu, no sul do Pará, é o maior produtor de bovinos do Brasil. A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o IBGE, em 2010 o plantel nacional chegou a marca de 209,5 milhões de cabeças, um aumento dês 2,1% em relação a 2009 (205,3 milhões).
Foram registrados aumentos nas regiões Norte (4,1%), Centro-Oeste (2,7%) Nordeste (1,7%) e Sudeste (0,6%). Na distribuição regional, 34,6% dos bovinos encontravam-se no Centro-Oeste, 20,1% no Norte e 18,3% no Sudeste. Os três principais municípios produtores em 2010 foram São Félix do Xingu (PA), com 2,0 milhões de cabeças, Corumbá (MS), com 1,9 milhão e Ribas do Rio Pardo (MS), com 1,2 milhão.
Os dados completos da pesquisa da Produção da Pecuária Municipal (PPM) 2010 podem ser conferidos no site do IBGE: http://www.ibge.gov.br

Deu no jornal VALOR ECÔNOMICO

“A duplicação do sistema norte de Carajás, um projeto que inclui a Estrada de Ferro de Carajás e o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, é um dos trunfos da Vale para aumentar as exportações de minério de ferro. Os investimentos em logística vão permitir que o transporte do produto passe das atuais 130 milhões para 230 milhões de toneladas por ano. A expectativa é que a duplicação, considerada um dos projetos estruturantes para o desenvolvimento do Brasil, gere efeitos em cadeia para a economia do Pará e do Maranhão”.
“Mas há problemas. Reivindicações de comunidades remanescentes de quilombos no Maranhão, que já são cortadas pela ferrovia, conseguiram fazer com que a Justiça bloqueasse um trecho da obra e determinasse a negociação entre a Vale e os moradores”. (…)
“O projeto de duplicação da Estrada de Ferro de Carajás prevê a implantação de 625 km de novas linhas férreas, a remodelação de 224 km de linhas existentes, com a substituição de trilhos e dormentes de madeira por outros de concreto, além de 46 pontes ferroviárias, viadutos e passarelas”.
“O Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, no Maranhão, ganhará mais de 120 km de trilhos. O ramal do Sudeste do Pará, que vai interligar à mina de Canaã dos Carajás, outros 100 km de extensão. Os investimentos chegam a US$ 2,9 bilhões. Só este ano há previsão do aporte de US$ 1,289 bilhão”. (…) (Fonte: Valor Econômico)

Deu no Estadão
Olha o Maranhão aí gente…..!!!

“Minas Gerais, Maranhão e Pará são os líderes do ranking de risco de corrupção, segundo estudo feito pelo Centro de Estudos da Opinião Pública, da Unicamp, a pedido do Instituto Ethos. Os três Estados tiveram registro de “alto risco” em quatro dos oito indicadores sobre sistemas de controle da corrupção avaliados pelos cientistas políticos Bruno Speck e Valeriano Mendes Ferreira, autores do estudo. Os dados são relativos ao ano de 2009.  (…)” (Fonte: O Estado de São Paulo).

Dia de Finados

Nesta quarta-feira é o dia de reverenciarmos os mortos: é Dia de Finados. Independente de riqueza, cor, credo, bondade, idade, maldade ou impunidade, todos nós iremos ao encontro da morte. Nossos respeitos a todos os que já partiram desta vida.
Meu querido pai Raimundo Rodrigues – daí de cima, peça para Deus,  mais Paz no mundo.
Novembro
E nesta terça-feira tem início o penúltimo dia do ano. Para alguns, o ano passou muito rápido. Para outros, está demorandoooooo……
Confira as datas comemorativas de novembro:
04 Dia do Inventor

05 Dia da Ciência

08 Dia Mundial do Urbanismo

10 Dia do Trigo

11 Dia do Supermercado

14 Dia da Alfabetização

15 Proclamação da República

17 Dia da Criatividade

19 Dia da Bandeira

20 Dia da Consciência Negra

22 Dia do Músico

23 Dia Internacional do Livro

25 Dia do Doador de Sangue

29 Dia do Café

Um abraço a todos e até a semana que vem.
31